Browsing Category

Intercâmbio

Intercâmbio

Tudo sobre intercâmbio

5 de Março de 2013

Eu não sei vocês, mas eu sempre tive muita vontade de fazer intercâmbio. A possibilidade de conhecer novas culturas e pessoas diferentes, com uma mente completamente diferente da minha sempre me atraiu MUITO. Ainda não deu certo de eu ir, mas posso dizer que já pesquisei do assunto, e conversando sempre com as minhas amigas tenho alguma ideia. Vou dar uma luz para quem ainda tá em duvida.

 

PLANEJE!!

1

Para quem sabe que com os pais pode ser complicado, planeje tudo antes de ver. Visite as agências, converse com quem já foi e tenha tudo no papel. Para isso você precisa decidir:


➪ Agência

2

Não vou citar o nome de nenhuma agência pelo motivo que nunca fiz nenhum intercâmbio, e por mais que algumas amigas minha fizeram uso delas, eu não gosto de dar uma informação sem ter certeza. Achei em um site dicas de como encontrar a agência certa:

Antes de pensar em assinar contrato com uma determinada empresa, procure saber mais sobre ela, verifique se a mesma não tem queixas no Procon, converse com outras pessoas que viajaram pela empresa, enfim, isso pode garantir uma viagem mais tranqüila e segura. Procure ler o contrato com calma, discuta possíveis artigos não muito claros e pergunte sempre que tiver dúvidas sobre alguma coisa que conste do contrato. Se possível, peça a um(a) conhecido(a) que seja advogado(a) para ler o contrato e verificar se não há cláusulas contrárias a lei ou irregularidades no texto. Se o seu programa inclui trabalho no exterior, procure saber com detalhes como funciona este processo. Muitas agências de intercâmbio fogem de responsabilidade depois que o intercambista tem problemas com o empregador no exterior. Não aceite nenhuma promessa ou acordo verbal, exija tudo por escrito e assinado pelo responsável da agência. Peça recibo de todo e qualquer pagamento que for feito na agência, isso evita dores de cabeça depois, em caso de alegação de não pagamento. Os programas de intercâmbio costumam envolver mais de uma empresa prestadora de serviço, por isso, exija todos os documentos dos serviços inclusos, desta forma você tem como cobrar depois a execução dos serviços. Ao viajar, tenha sempre anotado os nomes dos responsáveis, telefones e demais meios de contato da agência de intercâmbio, para caso de problemas com o programa no exterior.

➪ Duração

5

Nunca me atraiu ficar um ano fora. Eu não sei porque, mas acho que seis meses é o tempo de conhecer e adaptar. Dependendo do ano que você fizer isso pode lhe custar ficar um ano atrasada. Se isso não for o problema, vale a pena. Existem vários tipos, desde os de férias, até os de escolas mesmo.

 Intercâmbio de férias: É para quem está a fim de poupar grana, e não está ainda confiante de ficar muito tempo. Acho muito legal as propostas que eles oferecem de viajar com um grupo e todos virarem amigos e ter um guia próprio. É o chamado intercâmbio teen. O interessante, é que se você for em Julho ficará nos dormitórios das faculdades, que são esvaziados nas férias de verão. Ai, lá looooota de adolescentes de doze até dezessete, com gente de todas as nacionalidades, com atividades turísticas e educativas. Para quem é mais velho (depende a idade para cada agencia, mas cerca de quinze anos), você pode viajar sozinho, e estudar em uma escola de inglês, e ficar hospedado em casa de família. É muito difícil achar um intercâmbio que tenha dormitório. Geralmente eles não aceitam menores de dezoito ou vinte um nas repúblicas. Selecionei alguns diários de intercâmbio e vídeos de pessoas que fizeram esse tipo, e contam detalhadamente como é a experiência! Em relação ao visto, os intercâmbios de férias não precisam de visto de estudante, a não ser que ultrapasse as  18 horas de estudo semanais.

 Intercâmbio de seis meses a um ano: Ai a coisa fica mais séria. Penso que a idade certa é dos quinze aos dezessete anos para fazer. Um pouco antes acho que ainda não é a idade certa, mas isso vai da cabeça de qualquer pessoa. Já é preciso do visto, só é possível ficar em casa de família, e a saudade da sua casa vai apertar. O lado bom é: você vai fazer high school, e depois de adaptada vai conhecer e fazer amigos, ir em festas, arranjar um namorado (quem sabe, né?) e conhecer quase tudo da sua cidade. Além das típicas excursões da cidade, sua host family (a família “postiça”) com certeza irá te mostrar os arredores com os olhos e dicas que só conhece pode oferecer! Além da maturidade de morar fora, sua responsabilidade, cuidados com sua roupa, alimentação vai progredir muito.


➪ Local

3

Ta aí um tópico muito difícil de escolher. Primeiro, porque a maioria dos intercâmbios de seis a um ano é bem provável que eles escolham o lugar, o segundo, devido que cada país tem os prós e contras, e balançando as opções acabamos sempre no mesmo lugar. Pesquisei um pouco sobre cada lugar, e selecionei as melhores postagens abaixo:

♥ Austrália

A semelhança entre o clima australiano e o do Brasil é um grande aliado para quem quer aprender inglês e não mudar muito de ares. Na terra dos cangurus, os brasileiros são muito bem recebidos. O direito a trabalhar no país é legal – não há risco de ficar “irregular” neste destino. Além de estudar o idioma, os estudantes podem obter uma renda extra realizando funções simples, como garçom ou caixa de supermercado.

♥ Canadá

O país costuma ser o destino para quem quer aprender inglês na América, mas foge dos Estados Unidos.Estudantes também têm a opção de fazer cursos em uma das universidades do Canadá, mais acessíveis que as norte-americanas e de boa qualidade. O país tem um custo de vida mais barato que os EUA. Os jovens que passarem mais de três meses estudando em território canadense ganham o direito de trabalhar de forma legalizada.

 Estados Unidos

Brasileiros procuram principalmente cursos nos Estados Unidos, acima dos outros países. Somos o país da América Latina que mais envia intercambistas – cerca de 8.000 estudantes estão em escolas e universidades norte-americanas.A procura dos alunos não é apenas para cursos de idiomas, mas também cursos universitários e de especialização. As áreas de negócios, saúde e engenharia são as mais procuradas por profissionais que buscam cursos de pós-graduação.

 Suiça

Escolher a terra do relógio, das estações de esqui e do chocolate para fazer High School significa estudar em um país “3 em 1”, que se divide em regiões de origem alemãfrancesa eitaliana. Multicultural e poliglota, a Suíça é um destino clássico, sofisticado, com qualidade e tradição educacional reconhecidas em todo o mundo. As prestigiadas escolas do país oferecem excelente infraestrutura, conforto e segurança. O Ensino Médio lá segue o currículo americano, com aulas em inglês. Além disso, na grade de matérias há a opção de cursar até um segundo idioma. Em paralelo aos estudos, é possível se divertir pra valer. As principais cidades do país ostentam espírito jovem e animado. O povo suíço é tranquilo, cordial e elegante. Interagir com eles é fácil, afinal não faltam opções de idioma.

 Argentina
O país é cada vez mais uma opção para quem quer aprender espanhol com baixo custo. Entre as facilidades de viver com os “hermanos” estão a valorização da moeda brasileira, o real, em relação ao peso argentino. A distância próxima e a dispensa da necessidade de passaporte também são vantagens.Um dos problemas enfrentados pelos estudantes é o excesso de burocracia para registrar diplomas e eventuais cursos realizados na Argentina.

♥ Inglaterra – Londres

Londres é a capital da Inglaterra e do Reino Unido. Importante há quase dois milênios, a cidade é um dos maiores centros financeiros do planeta, e sua participação na política, na cultura, no entretenimento, na moda e nas artes ratificaram seu status de cidade global. A cidade é uma das metrópoles mais povoadas da Europa. Sua população é umas das mais cosmopolitas do mundo, absorvendo a cultura, a religião e o idioma dos mais diversos povos. A cidade é um ponto de conexão internacional de transporte aéreo e um destino turístico popular, contando ícones como a casa do Parlamento, a Tower Bridge, o palácio de Buckingham, o museu britânico, a galeria nacional e, atualmente, o recém re-inaugurado Wembley Stadium.

♥ Nova Zelândia

Nova Zelândia (Aotearoa em Maori) é um país de clima temperado localizado no sudoeste do Oceano Pacífico e considerado como parte da Polinésia. Faz parte da Oceania. A sua capital é a cidade de Wellington.A Nova Zelândia é um país moderno e industrializado. As principais indústrias exportadoras são a agricultura, a horticultura, a pesca e a silvicultura. Este país possui ainda substanciais indústrias transformadoras, turismo e serviços. Além disso, o país é grande produtor de kiwi e uva. Produz tambem, em grande quantidade, lã; esta entre os 10 maiores produtores mundiais. O país tambem produz um dos melhores vinhos do mundo. A moeda oficial é o Dólar Neozelandês.Muito da cultura da Nova Zelândia é derivada de raízes européias, sobretudo britânicas, e mais recentemente americanas, sendo a cultura Maori uma vertente de grande significado na vida pública neozelandesa, além da influência do maior vizinho, a Austrália. O vigor e originalidade das artes em filmes da Nova Zelândia, ópera, música, pintura, teatro, dança, e artes estão alcançando reconhecimento internacional.É provavelmente devido ao clima ameno e ao baixo número de residentes que o divertimento no exterior é bastante popular entre os neozelandeses. As corridas de cavalos, o rúgbi, o críquete, o netball, a vela e a marcha têm praticantes entusiásticos.

 Alemanha

Por lá, tudo funciona! O povo prima pela eficiência dos serviços e pela perfeição. A Alemanha superou as marcas do passado, modernizou-se e cresceu até se tornar a maior economia do Velho Continente. Além disso, o país é pura cultura e história, com seus castelos, monumentos e os melhores museus da Europa. Para quem gosta de artes e cultura, o destino é uma ótima pedida. Isso sem falar da natureza com suas montanhas, florestas e lagos para ficar admirando. Bom, a língua é um desafio. Palavras com mais de 50 letras, consoantes atrás de consoantes e o sotaque alemão. Mas não se preocupe! Nada que um bom curso e alguns dias pelas ruas não resolvam. Berlim, a capital, revitalizou-se depois da queda do Muro e oferece modernas estações ferroviárias, museus e uma arquitetura contemporânea em vários locais. Mas também preserva sua história de guerras em acervos, ruínas e outros pontos históricos. Para quem busca diversão, há uma vida noturna badalada em boates, restaurantes, bares, teatros e festivais. Agora, se você quer conhecer a tradição alemã, com os habitantes de boinas, dançando e tomando a tradicional cerveja germânica, visite a região da Baviera, onde acontece a famosa Oktoberfest, mais precisamente na cidade de Munique.

 Holanda

Cidades modernas e campos de tulipa fazem da contrastante Holanda um lugar muito interessante e eclético. As regiões desenvolvidas permitem um estilo de vida liberal pra lá de contemporâneo. Os holandeses são pioneiros em políticas para legalização de drogas leves, são supertolerantes em relação às opções sexuais dos habitantes – por lá, o casamento entre pessoas do mesmo sexo é comum – e tratam a prostituição como uma profissão. Em contrapartida, há cidades no interior onde a modernidade parece não ter chegado. Paisagens bucólicas lindas, com moinhos e campos de tulipa, são parte de uma vida pacata que parou no tempo. Amsterdã, a capital, é o destino mais procurado pelos viajantes. A cidade encanta por seus inúmeros canais navegáveis, as ruas charmosas cortadas pelos bondes, os moradores pedalando as famosas bicicletas, os rinques de patinação no gelo e uma arquitetura marcante. A cultura também é muito presente e há vários festivais internacionais, teatros, cinemas e museus interessantes por toda parte. À noite, a capital é puro agito em bares, restaurantes, coffee shops e casas noturnas. Os moradores são receptivos e, assim como nós, adoram um bom futebol.

 África do Sul

Os melhores safáris do mundo, paisagens litorâneas maravilhosas (as praias são banhadas pelos oceanos Atlântico ou Índico), uma cultura forte e um povo miscigenado muito alegre e receptivo. O país que foi sede da Copa do Mundo 2010 tem motivos de sobra para valorizar suas qualidades e passar por cima de um passado marcado pelo apartheid, o regime de segregação racial derrubado há quase duas décadas. Apesar disso, a África do Sul vem crescendo, se modernizando e hoje já tem a maior economia do continente. Joanesburgo, a maior cidade do país, vive uma transformação. Hotéis luxuosos, enormes shoppings, restaurantes e cafés começam a mesclar brancos e negros sem preconceitos. Na Cidade do Cabo, a beleza e a qualidade de vida são o ponto forte. Por lá, praias agitadas, trilhas e parques são um convite à vida ao ar livre. Há ainda boas opções de restaurantes, bares, baladas, museus, castelos e hotéis de primeira. E não deixe de fazer um safári! O Parque Kruger é a mais famosa reserva para ver os famosos Big Five: búfalos, rinocerontes, elefantes, leopardos e leões.Para quem procura trabalho no exterior cercado pela natureza, a África do Sul é o lugar certo. Há opções de trabalho por até um ano, principalmente em vagas ligadas à hotelaria e ao entretenimento, além de um programa de trabalho voluntário para ficar bem pertinho dos animais selvagens. A experiência com o meio ambiente e sua biodiversidade não tem preço!

 França

História e modernidade se misturam neste país que tem umas das populações mais cultas do mundo. A França da liberdade, igualdade e fraternidade é o grande sonho para quem quer realizar o High School (Colegial) com a qualidade do ensino europeu. E, cá entre nós, aprender a falar o charmoso idioma francês é um baita diferencial. Além disso, estudando na França, você vai aproveitar o calendário cultural bastante agitado com inúmeros eventos de música, teatro, cinema, moda e artes o ano todo. Não por acaso, é o país mais visitado do mundo, recebendo cerca de 80 milhões de turistas por ano. Com certeza, o destino ideal para o jovem estudante cosmopolita.



➪ Idioma

4

Não tem muito o que falar né? Escolher seu idioma é o passo primário para a escolha do país. Para quem já fala inglês fluente, vale a pena fazer intercâmbio para França, Itália, ou qualquer país que você tenha interesse de aprender o idioma. Uma dica essencial é procurar pessoas que já foram para o local que você pretende, para saber como é adaptação e os costumes.


➪ Preço

6

Esse é outro tópico muito difícil de resolver. Depende da localização, da duração e do tipo de escola. Em média um intercâmbio teen varia de U$2,000 até U$4,000. E os de seis a um ano encontrei pessoas falando de U$13,000 até U$20,000. A agência é outro fator primordial. Existem algumas que se você for ficar na casa de família de alguém, sua casa recebe um intercambista junto e sai bem mais em conta.


CONVENÇA!!

7

Se seus pais já aceitaram, pode pular esse tópico! Sei o quão difícil é para convencer nossos pais, leitoras. Alguns são bem tranquilos e até incentivam por eles mesmos, mas não é sempre. Para quem está com dificuldade sugiro algumas dicas.

➪  Informações:

 Esteja pronta a dar todas as informações possíveis sobre o local que você vai querer, sobre a agência, o curso, o preço, e o seguro saúde. Com essas informações, os panfletos e tudo mais seus pais vão ver a maturidade e a responsabilidade de fazer todo esse processo. Converse a respeito e conte tudo que você descobriu sobre o país. Se empolgue ao falar, e mostre que já pesquisou sobre o assunto.

 Mesmo que não concorde com o que eles tem a dizer, fique em silêncio e ouça todos os argumentos, e aponte as réplicas, e as possíveis repostas. Como ninguém conhece nossos pais melhores que nós mesmos, vale a pena antes de falar sobre isso as possíveis repostas.

➪ Circulo social

♥ Depois de apresentado, vale propor com seus país uma conversa com os país de alguma amiga sua que fez intercâmbio e gostou muito. País tem sempre a mesma preocupação, e conversar com outros que já passaram pela mesma coisa e deixaram vai ser aliviante.

 Chame seus país para ir sem compromisso na agência conversar e fazer as próprias perguntas. Eles irão conhecer o ambiante e a fama da agência, e vai abaixar um pouco a guarda.

➪ Experiência

♥ Como vocês sabem, inglês é a língua em que qualquer profissão você vai precisar, apele para isso!

 Conhecer detalhadamente uma nova cultura, conviver com gente diferente é ótimo para qualquer amadurecimento. Diga isso a eles!



APROVEITE!!

8

➪ Antes

♥ Pesquise sobre o lugar, seus costumes, os pontos turísticos e a opinião de quem já foi!

Adicione o colégio e veja quem já fez check-in lá, veja como eles são, o que eles curtem. Sondar o território…

Caso for ficar em casa de família, estabeleça contato com a sua host family de lá, mande e-mail e seja simpática (isso serve sempre, né?!).

♥ Caso for fazer intercâmbio de férias, procure se existe um grupo dessa viagem no facebook e interage sempre por lá.

♥ Frequente todas as reuniões da agência que existir! As dicas que eles vão dar lá é de quem entende do assunto!

♥ Faça um diário de intercâmbio estilo vlog, ou no papel mesmo. Escreva e conte todos os detalhes: tenho certeza que no futuro vai ser uma delicia relembrar tudo!

➪ Na viagem

♥ Aproveite o máximo que conseguir!

 Tire fotos, tente participar de todos os grupos e fazer todas as excursões.

 Deixe a timidez de lado e finja que você é a pessoa mais segura de si. Só não vale mudar a personalidade. Ser você mesmo é o que há.

 Suas dicas podem ser úteis e você ficar com fama de a guia turística de todo mundo! 

♥ Não deixe de curtir o momento por medo de estregar uma chapinha, ou algo do tipo. Lembre-se que as experiências que você viver lá vão ser únicas, e nunca vão ser iguais em outro lugar do planeta.