Browsing Tag

é

Pensamentos Textos

De mudança

14 de Fevereiro de 2013

 2'

Fiz as malas. Coloquei só o essencial e descobri que não precisava carregar quase nada. Peguei o caderno com o restinho de papel que havia sobrado, uma caneta, algumas fotos e coloquei tudo em uma mala. Parti pro desconhecido. A unica certeza seria o rumo. Nenhum. Tinha o mais importante: Meu coração e minha mente. Decidi sair. Sair de tudo, de algo, de alguém. Decidi sair de mim. Decidi me livrar dos meus problemas e limpar todo o terreno, eliminando todas as possibilidades de “e se” que houvesse lá dentro. Me livrei de amigos ausentes. De gente invejosa. Do chefe que enche o saco. De toda a sociedade que prega uma verdade que não existe. Decidi, naquele instante em que a mudança consegue prevalecer na tradição, pensar por mim mesma. Gostar do que eu gosto e não temer por reações contrárias. Decidi ser livre… dos meus medos, das minhas frustrações, dos outros.

Aviso/Nota

Comemoração!!!

21 de dezembro de 2012

Imagem

Vocês não vão acreditar. Em parceria com minha mãe (Rs) agora o domínio é palavraspoetizadas.com!!!

Muito, muito feliz. O blog é mais fácil de gravar, acessar, e bem mais simples de lidar. Eba!

Pensamentos

E se?

21 de dezembro de 2012

Imagem

Decidi, depois do pseudo apocalipse parar de ser tão… previsível. Parei, por algum tempo, para pensar minhas atitudes, e algumas não condizem com o que eu quero. Sabe, sempre tentei fazer as coisas de um jeito, e não estão dando certo. Vou tentar fazer as coisas erradas dessa vez, e me surpreender e ver se sai alguma coisa positiva.

Cansei de jogos, brincadeiras, cansei de esperas. Cansei de ficar cansada. Quero correr atrás, quero lutar, e quero conseguir. E vou ralar o que for preciso para isso.

Eu vou ser diferente. Vou ser a história, vou inspirar alguém. Vou parar de ver o lado negativo de tudo, e começar a ver qualquer rastro de bondade que exista. Talvez eu quebre a cara, mas vou ter a certeza que fiz meu melhor, e agi da melhor maneira. Vou parar de ter vergonha de mostrar quem eu sou, de fingir quem eu sou. Vou parar de fazer planos mirabolantes que só vão acontecer daqui um ano, e vou fazer o presente acontecer. Vou ter história para contar. Vou viver.

Textos

Passado e alguns quilômetros

19 de dezembro de 2012

 textooo

Hoje, vasculhando minha própria mente me lembrei de você. Lembrei de todos os momentos em que vivemos, sorrisos, promessas trocadas, conversas sussurradas em uma madrugada que está dizendo boas vindas ao nascer do sol. Me lembrei da temperatura baixa, e eu agarrada no travesseiro ouvindo sua voz inconfundível, enquanto pensava silenciosamente no quão sortuda eu era por ter te conhecido, e mais ainda por ter você ao meu lado.

Queria poder esquecer. Você entra de fininho e em menos de um segundo já se apodera de novo dos meus pensamentos, das borboletas no meu estômago em frenesi, e principalmente do meu coração.

É duro, ver que o tempo passou, a fila andou, e você está com ela. Queria ter a chance (leia-se coragem) de perguntar se o relacionamento aconteceu depois que abri seus olhos. Queria poder dizer que me arrependo, mas não. Alguns mil quilômetros nos separam, e aquelas conversas, as minhas preferidas, no silencio do amanhecer feriam demais e não iam se concretizar como eu queria, ou o que nós queríamos. Pudera também dizer que queria só seus braços para me fazer esquecer do mundo. Mas eu precisaria muito mais de isso para me satisfazer. Seus olhos, sua respiração, sua boca, seu corpo. Você. É, o tempo passou, mas algumas pessoas conseguem avançar do passado, e permanecer no futuro comigo. E sabe-se lá por quanto tempo.

Inspiração Textos

Walcyr Carrasco: A vida é falsa

9 de dezembro de 2012

Imagem

Li esse tempo um tempinho atrás, e amei tanto! Não sei porque me lembrei dele, mas aposto que vão amar igual. Walcyr Carrasco é um grande escritor e  um grande dramaturgo.

“Há uma infinidade de coisas banidas da vida social.Comer frango com a mão, por exemplo. É delicioso agarrar uma coxa com as mãos! As regras de etiqueta até permitem, mas ninguém tem coragem. As pessoas ficam cortando pedacinhos com a faca, enquanto o osso rola no prato. E chupar o tutano? Quem nunca provou não sabe o que está perdendo. É uma delícia. Já me avisaram:
– Você vai ficar com a boca lambuzada.
– Lambuzou, lavou! – respondo.
Na trilha do frango, vai a manga. Cravar os dentes no caroço de uma manga bem madura é inesquecível.
Todo mundo serve a fruta cortadinha. Existem frutas que nem são servidas diante de convidados. Jaca, por exemplo. Impossível comer jaca de garfo e faca. Resultado: ninguém mais oferece. Tem gente que acha feio até comer sanduíche com a mão. Já recebi muitos olhares de acusação, ao agarrar um cheeseburger e meter os dentes, enquanto a pessoas na minha frente corta os pedacinhos. São tantas as falsidades que nem sei como me comportar. Outro dia cheguei a uma festa de aniversário e perguntei, alegre:
– Quantos anos?
A aniversariante virou a cara. Na hora do bolo, só uma vela solitária. Acabei comentando:
– Se ela botasse todas as velinhas, provocaria um incêndio!
Quase fui expulso.
Alguém me responda: como dar festa de aniversário sem que perguntem a idade?
Já me conformei. Se é para deixar de ser espontâneo, prefiro ser chamado de mal-educado. Pelo menos, a vida torna-se mais confortável.”