Browsing Tag

video

Aviso/Nota Videos

Tô com canal no Youtube!

18 de julho de 2015

Sim! Ainda tô começando, a qualidade não é lá essas coisas – eu tenho um abismo de coisas para melhorar, eu sei – mas eu tô amando demais fazer vídeos – principalmente os de stop motion. É a coisa mais prazerosa do mundo produzir, executar as ideias, desenhar, procurar as trilhas sonoras e depois ver o trabalho prontinho lá no Youtube! Espero que vocês gostem. Se não gostarem, falem que gostou ok? Dá um trabalhão fazer. Brincadeira! Hahahaha

Videos

Vídeo da semana

11 de julho de 2013

video da semanenha

Proposta diferente do vídeo da semana. A história do Nick Vujicic é de arrepiar e toda vez que eu assisto fico emocionada. É muito lindo e emocionante ver vídeos motivacionais porque as vezes a ficha não cai que existem pessoas em situações piores que a nossa. Ai quando cai essa ficha, percebemos como reclamamos de barriga cheia. Admiro esse cara que com todos os problemas consegue ter um sorriso a tiracolo. Lição de vida. Duvido você não derramar uma lágrima com esse vídeo.

Videos

Vídeo da semana

23 de Maio de 2013

video da semaninha

E mais um vídeo da semana! Dessa vez o mais criativo que você já pode ter visto. O ser humano tem uma criatividade fantástica.



E preparem se para o bônus! A história da Coco Chanel contada em 18 minutos! Fantástico! <3

Textos Videos

Sampa, São Paulo, SP

25 de Janeiro de 2013

Imagem Eu amo de paixão São Paulo! E as vezes – ou quase sempre – consigo achar um texto que consegue simplificar as palavras que ficam entaladas nas pontas do meu dedo e eu não consigo expressar.

“Alguns dos meus queridos amigos cariocas têm a mania de achar São Paulo parecida com Nova York. Discordo deles. Só acha São Paulo parecida com Nova York quem não conhece bem a cidade. Ou melhor, quem a conhece superficialmente e imagina que São Paulo seja apenas uma imensa Rua Oscar Freire.

Na verdade, o grande fascínio de São Paulo é parecer-se com muitas cidades ao mesmo tempo e, por isso mesmo, não se parecer com nenhuma.

São Paulo, entre muitas outras parecenças, se parece com Paris no Largo do Arouche, Salvador na Estação do Brás, Tóquio na Liberdade, Roma ao lado do Teatro Municipal, Munique em Santo Amaro, Lisboa no Pari, com o Soho londrino na Vila Madalena e com a pernambucana Olinda na Freguesia do Ó.

São Paulo é um somatório de qualidades e defeitos, alegrias e tristezas, festejos e tragédias. Tem hotéis de luxo, como o Fasano, o Emiliano e o L´Hotel, mas também tem gente dormindo embaixo das pontes. Tem o deslumbrante pôr-do-sol do Alto de Pinheiros e a exuberante vegetação da Cantareira, mas também tem o ar mais poluído do país. Promove shows dos Rolling Stones e do U2, mas também promove acidentes como o da cratera do metrô e do avião da TAM em Congonhas.

São Paulo é sempre surpreendente. Um grupo de meia dúzia de paulistanos significa um italiano, um japonês, um baiano, um chinês, um curitibano e um alemão.

São Paulo é realmente curiosa. Por exemplo: tem diversos grandes times de futebol, sendo que um deles leva o nome da própria cidade e recebeu o apelido “o mais querido”, mas, na verdade, o maior e o mais querido é o Corinthians, que tem nome inglês, fica perto da Portuguesa e foi fundado por italianos, igualzinho ao seu inimigo de estimação, o Palmeiras.

São Paulo nasceu dos santos padres jesuítas, em 1554, mas chegou a 2007 tendo como celebridade o permissivo Oscar Maroni, do afamado Bahamas.

São Paulo já foi chamada de “o túmulo do samba” por Vinicius de Morais, coisa que Adoniran Barbosa, Paulo Vanzolini e Germano Mathias provaram não ser verdade, e, apesar da deselegância discreta de suas meninas, corretamente constatada por Caetano Veloso, produziu chiques, como Dener Pamplona de Abreu e Gloria Kalil.

São Paulo faz pizzas melhores que as de Nápoles, sushis melhores que os de Tóquio, lagareiras melhores que as de Lisboa e pastéis de feira melhores que os de Paris, até porque em Paris não existem pastéis, muito menos os de feira.

Em alguns momentos, São Paulo se acha o máximo, em outros um horror. Nenhum lugar do planeta é tão maniqueísta.

São Paulo teve o bom senso de imitar os botequins cariocas e agora são os cariocas que andam imitando as suas imitações paulistanas. São Paulo teve o mau senso de ser a primeira cidade brasileira a importar o CowParade, uma colonizada e pavorosa manifestação de sub-arte urbana, e agora o Rio faz o mesmo. São Paulo se poluiu visualmente com a CowParade, mas se despoluiu com o Projeto Cidade Limpa. Agora tem de começar urgentemente a despoluir o Tietê para valer, coisa que os ingleses já provaram ser perfeitamente possível com o Tâmisa.

Mesmo despoluindo o Tietê, mantendo a cidade limpa, purificando o ar, organizando o mobiliário urbano, regulamentando os projetos arquitetônicos, diminuindo as invasões sonoras e melhorando o tráfego, São Paulo jamais será uma cidade belíssima. Porque a beleza de São Paulo não é fruto da mamãe natureza, é fruto do trabalho do homem. Reside, principalmente, nas inúmeras oportunidades que a cidade oferece, no clima de excitação permanente, na mescla de raças e classes sociais.

São Paulo é a cidade em que a democratização da beleza, fenômeno gerado pela miscigenação, melhor se manifesta.

São Paulo é uma cidade em que o corpo e as mãos do homem trabalharam direitinho, coisa que se reconhece observando as meninas que circulam pelas ruas.

E se confirma analisando obras como a do Pátio do Colégio (local de fundação da cidade), a Estação da Luz (onde hoje fica o Museu da Língua Portuguesa), o Mosteiro de São Bento, a Oca, no Parque do Ibirapuera, o Terraço Itália, a Avenida Paulista, o SESC Pompéia, o palacete Vila Penteado, o MASP. O Memorial da América Latina, a Santa Casa de Misericórdia, a Pinacoteca e mais uma infinidade de lugares desta cidade que não pode parar, até porque tem mais carros do que estacionamentos.

São Paulo não é geograficamente linda, não tem mares azuis, areias brancas nem montanhas recortadas. Nossa surfista mais famosa é a Bruna, e nossos alpinistas, na maioria, são sociais.

Mas, mesmo se levarmos o julgamento para o quesito das belezas naturais, São Paulo se dá mundialmente bem por uma razão tecnicamente comprovada. Entre as maiores cidades do mundo, como Tóquio, Nova York e Cidade do México, em matéria de proximidade da beleza, São Paulo é, disparado, a melhor. Porque é a única que fica a apenas 45 minutos de vôo do Rio de Janeiro, e o mais importante é que, com essa distância, nenhuma bala perdida pode alcançar São Paulo!”

Whasigton Olivetto

#UPDATE

O vídeo é do ano passado, eu assisti ano passado, e muitas vezes depois mas ainda choro. É… Sou meio (muito!) sentimental.

Textos Videos

Então é (véspera de) Natal…

24 de dezembro de 2012

A véspera de Natal é mais mágica que o Natal propriamente dito… Dia de fazer os últimos preparativos, ajudar a comprar os últimos presentes, reunir a família em volta da mesa, rever parentes distantes e na minha celebrar o nascimento de Jeus. Resolvi, além de postar um texto maravilhoso,achar vídeos. São mais intensos e mágicos, assim como essa data.

Para todas as minhas leitoras assíduas, ou para quem entrou no blog pela primeira vez quero desejar de coração Feliz Natal! Cito aqui, um texto do Augusto Branco, que utiliza as palavras melhores do que eu:

“Ah, o Natal… Ouço pessoas criticarem o consumismo desenfreado que toma as pessoas nesta época cujo significado perdeu-se entre árvores, brinquedos e Papai Noel. Certo, tudo certo…
Mas eu prefiro lembrar que neste final de ano, devido ao famigerado consumismo, milhões de empregos foram gerados e milhões de pessoas puderam resgatar um pouco de sua dignidade.
Prefiro lembrar que neste momento, por conta do dinheiro extra que receberão, muitos pais e mães de família poderão oferecer uma mesa mais farta aos seus filhos.E que devido a alta propaganda de solidariedade que se faz nesta época, crianças carentes poderão ganhar, sim, algum brinquedo.
Prefiro lembrar que muitas pessoas tomadas pelo espírito disseminado nesta época mover-se-ão à caridade e a solidariedade com o próximo.E que você… você poderá, enfim, dar e receber o abraço daquelas pessoas que você gosta mas que por falta de “motivo” para abraçar ficou contido até agora…
Ah, como Deus escreve certo por linhas tortas. O que era para ser “apenas” a celebração do nascimento de Jesus, universalizou-se numa celebração de Fraternidade e Amor.Bem ou mal, o Amor está em toda parte!
E se ainda assim você não quiser celebrar esta data, não tem problema: Quero convidar-te a fazer como fossem Natal todos os teus dias!”

E Feliz Natal de novo!

Curiosidades

Primeira vez

8 de novembro de 2012

Fuçando por ai, sem nada pra fazer, descobri uma peça de teatro que recriando o que fizeram nos EUA, decidiu ouvir dos brasileiros como rolou a primeira vez de cada um! Teeeeem desde as mais bizarras, as mais fofas. E é dessa forma que eles vão selecionar os atores da história. Vai ser uma comédia prevista para 2013, e provavelmente vai dar o que falar! Confiram:

Vale lembrar que esses videos são encenados! Mas não deixa de ser legal de ouvir essa histórias.